Quando não tratada a Ansiedade pode desencadear outras enfermidades psicossomáticas

Em maior ou menor grau a ansiedade é um sentimento comum, tal como sentir aflição, agonia, impaciência, inquietação etc. Porém, alguns sinais podem apontar um problema que pode prejudicar a qualidade de vida do indivíduo.

Numa breve definição a ansiedade trata-se da excitação do sistema central, que acaba por acelerar o funcionamento do corpo e da mente. Ao ficar em estado de ansiedade, o organismo libera um neurotransmissor chamado de Norepinefrina, mais conhecido por Noradrenalina, provocando grande excitação. Esse mecanismo pode ser resultado de alguma predisposição genética, bem como de experiências em ambientes hostis nas fases de desenvolvimento.

Segundo o psicólogo americano Alexandre Bez, especialista em relacionamentos e Síndrome do Pânico, a ansiedade é um dos piores males psicológicos, visto que muitas vezes atua como gatilho para outros transtornos, como a Depressão, por exemplo. Sendo assim, o problema é administrado como um estado mental quase que subjetivo tomado de apreensão e incertezas.

É comum que o indivíduo que sofre de Ansiedade acabe criando válvulas de escape artificiais como forma de dar vazão a toda essa energia ruim. Quando o sentimento ultrapassa o tolerável, a pessoa passa a ter cada vez mais dificuldade de realizar atividades cotidianas sem grande esforço e sofrimento.

Caso não for devidamente tratada, a Ansiedade pode desencadear outras enfermidades psicossomáticas, responsável por diversos casos de doenças psiconeurológicas e psicooncológicas.