Transtorno bipolar: da mania à depressão

No transtorno bipolar, quando diagnosticado, observam-se diferentes fases de comportamento. Numa delas, a predominância é a fase maníaca, onde o paciente se apresenta extremamente animado, com humor exagerado, eufórico e, por vezes, facilmente irritável. Essa condição, embora aparente normalidade e felicidade, pode intercalar com períodos de depressão leve. Além disso, o indivíduo expressa alto grau de sociabilidade e promiscuidade, com fluxo de pensamento rápido e com o juízo crítico bastante comprometido.

Já nas fases de depressão do transtorno bipolar, é comum que o paciente durma mais, apresente desânimo e tristeza sem um motivo aparente. Com isso, a pessoa passa a sofrer de baixa autoestima, dificuldade de concentração, perdendo, portanto, o interesse em atividades que anteriormente lhe eram prazerosas.