Ansiedade

Transtorno de Ansiedade

Ansiedade e Saúde Mental

Tratamento do Transtorno de Ansiedade

Os transtornos de ansiedade abrangem formas patológicas de fobias ou condições nervosas que afetam severamente a rotina de alguém. Entre os transtornos psiquiátricos mais comuns estão a síndrome do pânico, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e transtorno de estresse pós-traumático.

A ansiedade, o nervosismo e a angústia são características comuns aos seres humanos. É trivial que ocorra diante de situações que causam algum tipo de medo, constrangimento ou ameaça. Mesmo assim, apesar parecidos, o medo comum e a ansiedade patológica não devem ser entendidos como sendo o mesmo problema.

As pessoas que passam por episódios de ansiedade apresentam, em algum grau, sintomas como cansaço e insônia, por exemplo. No entanto, quem sofre de ansiedade patológica demonstram incômodos de caráter físico, que incluem dores de cabeça, distúrbios intestinais e tensão muscular. 

A grande diferença é que, mesmo em situações que não apresentem ameaça ou constrangimento, as reações do paciente podem vir a ser bem excessivas. 

Cerca de 15% da população sofre de alguma variedade da doença. Estudos relacionados à área apontam o fator genético como algo determinante.  Estima-se que mais da metade das pessoas que sofrem de doenças que envolvem ansiedade, têm na família de alguém com diagnóstico semelhante.

Na maioria dos casos, a psicoterapia, acompanhada dos medicamentos, pode ser a combinação ideal. Mudar certos costumes do dia a dia, como desenvolver o hábito de praticar exercícios físicos, pode colaborar para também atenuar o quadro de ansiedade no paciente.

Veja também sobre transtorno de déficit de atenção.

Veja outros tratamentos psiquiátricos.