Nise da Silveira propôs explorar a criatividade dos pacientes para retomada com a realidade

Nise da Silveira foi uma psiquiatra alagoana que, por ser contrária aos métodos agressivos de tratamento aplicado aos pacientes, revolucionou as práticas psiquiátricas. Como uma das primeiras psiquiatras a investir na terapia ocupacional, Nise tornou essa ocupação uma maneira de explorar a criatividade e possibilitar aos pacientes a retomada de vínculos com a realidade.

Com os trabalhos desenvolvidos pelos pacientes, fundou o Museu de Imagens do Inconsciente, em 1952, no Rio de Janeiro. As pinturas expostas pelos pacientes tornaram-se valiosos documentos para compreensão do universo particular dos esquizofrênicos.

Nise foi também uma das primeiras profissionais a divulgar o conhecimento da psicologia de Carl Jung, importante psiquiatra suíço. A médica psiquiátrica faleceu em 1999, aos 94 anos, mas seu legado continua a fazer parte da psiquiatria brasileira. Em 2012, a história de Nise ocupou o palco do teatro brasileiro na peça “Nise da Silveira – Senhora das Imagens“.

Veja mais sobre o tratamento de esquizofrenia.